Force RH - Produtos, ofertas, notícias

Novidades

Liberte se para o novo!

6 meses atrás


É difícil aceitar quando uma etapa da vida termina, ou aquele momento que precisamos reconhecer que onde estamos não está fazendo sentido ou se encaixando.
Mas se ficamos preso perdemos o sentido e a alegria de viver novos momentos.
Chame como quiser: Fechar portas, encerrar ciclos, virar a página ou mudar capítulos.
O fato é que não podemos viver pensando no passado ou tentando buscar justificativas para o que “Não foi”, “Não Rolou”, enfim...
É preciso seguir e se desvincular das pessoas ou ambiente que não nos fazem bem.
Estamos repletos de relações tóxicas e o tempo é o nosso ouro e nada vai adiantar ficar preso à nostalgias ou nos arrependimentos. Entenda de uma vez, que os problemas sempre vão existir e devemos deixar partir!
A nossa garantia emocional saudável é tirar a crença de que o passado foi melhor ou o antigo trabalho era bom, pois é exatamente isso que nos impede de evoluirmos.
Não podemos nos contentar com um ok,razoável ou talvez...
É preciso buscar ser alguém melhor,sempre!
É importante deixar claro que não adianta varrer o passado, lidar como se fosse uma poeira passageira e sim compreender que ele faz parte de você e você é um fruto dele.
Precisamos apenas nos libertar das correntes e as correntezas estratégicas que nos fazem remar errado. É preciso olhar pra si e não permitir que o seu passado tome conta de você ou que ele perturbe o seu presente.
Seja nas suas relações, na sua família, nas amizades,mas principalmente na sua carreira.
Muitas vezes nós não nos permitimos, pela culpa e insegurança de errar novamente, 
Então...
Se não lhe traz alegrias...deixe ir
Se não lhe acrescenta em nada ...solte
Se não reconhece o seu trabalho ou qualidade...deixe ir
Se não promove o seu sucesso...Esqueça e saia
Se dizem mas não cumprem... solte
Se não há um lugar pra você... Saia
Se o amedronta ... esqueça
Se o aborrece... não encare
Enfim...Liberte –se, a dor do desapego é muito menos dolorosa do que um apego infeliz!

Psicóloga
Marcella Ribeiro 
CRP 6/127680

Boletins/Artigos

Precisamos falar sobre Ansiedade!

6 meses atrás

A Psicóloga Marcella Ribeiro fala sobre a ansiedade e como ela afeta no processo seletivo e na busca de empregos.

Primeiro precisamos definir: O que é a ansiedade? 
– Marcella “O termo ansiedade tem várias definições nos dicionários não técnicos, como por exemplo: Perturbação, angustia, sensação de perigo ou aflição. Quando levamos em conta o lado técnico, compreendemos que a ansiedade é um fenômeno que ora nos prejudica, ora nos beneficia, podendo tornar-se patológico de acordo com a sua frequência ou intensidade. Patológico significa que é um momento onde o corpo e a mente não estão correspondendo de forma saudável. É natural o ser humano sentir ansiedade, pois é ela que nos faz entrar em movimento ou ação”.
Para Marcella, existe um alerta significativo: “Precisamos sempre observar quando essa ansiedade interrompe ou atrapalha de maneira significativa o seu cotidiano. ”
A nova geração tem o desejo de um crescimento muito rápido e somos carregados de tarefas cotidianas, informações e principalmente a cobrança de “Ser alguém”, de conquistar algo ou ser o melhor do mercado de trabalho. Ou seja, o mundo está ansioso! Somos a geração do imediatismo, da rapidez, da comunicação em massa.( Esclarece a Psicóloga)
Essa ansiedade mundial, acaba refletindo no jovem que vai para o mercado de trabalho pela primeira vez ou na sua primeira integração no mercado. Para Marcella, é uma ansiedade que faz parte do nosso desenvolvimento. “É saudável essa ansiedade, quando o jovem usa isso ao seu favor, ou seja, ele consegue transformar essa ansiedade em algo competitivo, favorável para a sua preparação e para a entrega dos resultados. Portanto a preocupação maior é em relação a intensidade que essa ansiedade aparece”. Afirma
Independente desse reflexo ser do profissional ou da empresa, existem maneiras do profissional se preparar e lidar com isso. 
Marcella listou oito itens fundamentais: A calma, o conhecimento, a cobrança, desempenho, pensamento, dedicação, autoconhecimento e desafios.
A calma é um desafio quando nos deparamos com o novo, portanto não vai ajudar sofrer por antecipação. A calma contribui para o raciocínio e a tomar decisões coerentes. É a calma que nos permite equilibrar o ambiente e as expectativas. “ Sempre oriento nos processos seletivos ou de avaliação, para que o candidato compareça descansado, com o sono em dia, que evite bebidas alcoólicas, se alimente bem e beba água, pois isso colabora para manter o equilíbrio e manter a calma. ” Afirma.
É necessário conhecer a empresa que você vai se candidatar, se o que ela fornece é compatível com o que você deseja ou oferece. Antes de se candidatar verifique: Localização, benefícios, dinâmica, propostas, ambiente. A psicóloga ressalta que: “É preciso sempre ter sintonia e os pés no chão com as expectativas”.
Tornou-se Clichê a frase: Não se cobre demais! – Mas também é verdade, dizer que tudo tem o seu tempo. O profissional precisa usar o tempo ao seu favor e enquanto as coisas não acontecem, ele precisa se preparar, se atualizar e fazer a sua parte.
“Sabemos o quanto é difícil ter uma percepção profissional sobre você mesmo, porém eu reafirmo a importância de sempre manter os pés no chão e principalmente avaliar como que você lida com um possível fracasso. E aí você já se questionou? É o fracasso que nos testa e faz reconhecer e reavaliar os nossos limites”.
É preciso potencializar o desempenho, isso significa que é necessário aproveitar as lacunas do seu tempo e investir sempre no seu desenvolvimento.
Marcella enfatiza: “Controlar a sua ansiedade não significa estagnar ou ficar parado. Costumo fazer uma comparação com o meio de transporte, se estamos muito acelerados, precisamos pisar aos poucos no freio. A ansiedade quando passa do limite, ela costuma avisar o nosso corpo, então é o momento de parar, prestar atenção e se organizar”.
Hoje vivemos um período crítico, principalmente na geração de empregos, porém é importante destacar o lado positivo, sempre!
Pensar positivo auxilia na sua motivação e entrega de resultados e principalmente mantém o seu foco. 
“Quando pensamos negativo temos uma queda no rendimento e motivação, além de influenciar na empatia. Desmotivados e sem energia transparecemos uma imagem muito forte”.
As oportunidades não batem na sua porta, portanto é imprescindível mostrar interesse, ser participativo e colaborar com as ações internas. Apresentar sugestões e evitar o impedimento do seu destaque. “É necessário se auto avaliar, as pessoas muitas vezes caem no comodismo e não se questionam sobre o que estão fazendo ou como estão fazendo”.
Muitas vezes não conhecemos os nossos próprios limites. É muito importante saber os seus pontos fracos e fortes para que você possa desenvolve-los.
“Se conhecer não é uma tarefa fácil, eu sempre aconselho à procura de um profissional e estar aberto a este conhecimento, ser receptivo para o enfrentamento e se permitir. O autoconhecimento não é imediato, é um trabalho constante e tem que ser sempre de dentro para fora...”
Às vezes é preciso sair da zona de conforto, encarar o novo, deixar a crença de que o passado ou onde você está é bem melhor do que o futuro. Mas encarar também faz parte do nosso crescimento, lembrando que a sabedoria é fundamental, pois não adianta encarar um desafio se você não acredita ser capaz ou se é uma área que você não domina ou não gosta.
Marcella ressalta, que a ansiedade faz parte de nós e o nosso mercado se apresenta cada vez mais ansioso em busca de novas oportunidades. “ Não podemos deixar a esperança tornar algo angustiante. A ansiedade é justamente isso!
É um alerta sobre o novo ou desconhecido, então o segredo está no equilíbrio e a maneira como você absorve”.

Participação:
Psicóloga da Force RH
Marcella Ribeiro
CRP - 06/127680

Procura de cooperação

Recrutamento e Seleção

5 meses atrás

Se você procura o melhor candidato para sua empresa, não perca a oportunidade de comerçar a encontrá-lo pela melhor consultoria do Brasil.