Icatu Bahia - Produtos, ofertas, notícias

Novidades

Icatu tem funcionários motivados e reconhecidos

10 meses atrás

Fundado em Salvador, em 1996, o Grupo Icatu Bahia figura pela primeira vez na lista das melhores empresas para trabalhar. O reconhecimento é fruto de uma estratégia que envolve respeito, transparência e uma relação de parceria com a equipe de profissionais. “Tratamos nossos colaboradores como clientes internos e damos a eles a mesma importância que damos aos clientes externos porque ninguém cresce sozinho. Eles são o alicerce de tudo. Sem os funcionários, a Icatu é apenas um prédio. Buscamos mantê-los motivados e capacitados sempre”, disse Heckel Pedreira, diretor geral da Icatu Bahia.

Para a coordenadora operacional Elizabeth Nunes, um dos diferenciais do grupo é a comunicação aberta entre líderes e colaboradores. “O acesso aqui é muito fácil e não há nada que não possa ser dito. A diretoria é muito parceira. Você pode dar sua opinião, certo de que não vai haver retaliação”, contou. Os funcionários recebem feedback sobre sua atuação em reuniões periódicas.

“Não acredito em salário fixo. As pessoas devem ser remuneradas pelo que produzem”, afirmou Heckel. Por isso, a empresa premia os profissionais que têm melhor desempenho. E, para que eles possam alcançar bons resultados, o grupo oferece treinamento, cursos de reciclagem, além de incentivo para aqueles que queiram fazer graduação e pós-graduação. Elizabeth, que começou na empresa em 2012 como promotora, foi uma das beneficiadas. Incentivada a crescer na empresa, a funcionária escolheu cursar nível superior e contou com o apoio da Icatu, que custeou parte da mensalidade e a promoveu antes mesmo da entrega do diploma, para que ela pudesse custear as aulas.

Heckel destacou, ainda, que muitos cargos são preenchidos por profissionais que já atuam na empresa. “Só contratamos alguém de fora quando não conseguimos preencher a vaga internamente. Queremos que os colaboradores evoluam conosco. Somos reconhecidos pelo trabalho diferenciado porque a equipe é comprometida”, pontuou. Um dos projetos da empresa voltado para a formação de um corpo de profissionais identificados com os valores do grupo é a oferta de cursos profissionalizantes para jovens adolescentes. “Demos início a uma turma formada por adolescentes vindos de orfanatos e famílias carentes e, ao final do treinamento, todos serão contratados pela Icatu”, explicou o diretor.

Presente em todo território nacional, em mais de 65 municípios, a Icatu atua nas principais redes de supermercados, sendo mais de 500 lojas, através de equipe própria com mais de 400 colaboradores dedicados.

 

FONTE: Portal Correio*

Boletins/Artigos

Empresa de Camaçari conquista mercado nacional

6 meses atrás

A Icatu Bahia fecha o ano de 2017 com índice de 30% de crescimento em relação a 2016 e já atende territorialmente 75 municípios em todo Brasil

Apesar do forte perfil agropecuário, a economia brasileira está majoritariamente ligada à prestação de serviços, setor responsável por cerca de 65% do PIB. Mas após dois meses consecutivos de queda, a recuperação da saúde econômica das empresas parece estar cada vez mais distante.

Na contramão do cenário nacional, a empresa Icatu Bahia, com sede em Vila de Abrantes, Camaçari – BA, registra índices de crescimento surpreendentes. Em 2014, a empresa, que atua prioritariamente com Trade Marketing e Gestão de Pessoas, conquistou um salto de 500,72% de crescimento. Nos anos seguintes foram respectivamente 67,63% e 28,26%, e a projeção é fechar este ano com média de 30% de crescimento.

Para Heckel Pedreira, Diretor da Icatu Bahia, o crescimento é resultado de uma comunhão positiva de ações para a empresa e para os colaboradores. “Conseguimos estabelecer metas realizáveis que valorizam tanto o negócio em si, como a equipe que integra a Icatu Bahia. Então apostamos em treinamentos e capacitações que despertem o potencial de cada profissional e ao mesmo tempo garantam melhores resultados aos clientes, com garantia de retorno e redução de custos. Em 2017 investimos simultaneamente no desenvolvimento de sistemas de informação, que potencializam os resultados, e na estrutura física da empresa, que garante melhores condições de trabalho. E tenho a imensa felicidade de frisar que conseguimos fazer tudo com recursos próprios”, destaca.

A Icatu Bahia começa 2018 com três unidades de negócios em São Paulo, Rio de Janeiro e Pernambuco, e a quarta será formalizada ao longo do ano em Santa Catarina. A expansão reflete também nos serviços ofertados, incluindo sistemas de informação e comunicação, além dos já praticados Trade Marketing, Recrutamento e Seleção, Terceirização, Temporários e Intermitentes.

Foco estratégico

Com 21 anos de mercado, o sucesso da empresa só aconteceu há cinco anos, através de uma mudança radical no foco do empreendimento. “Quando fundei a empresa trabalhava com representação e distribuição alimentícia. A mudança de ramo comercial só aconteceu em 2011, quando me permiti ouvir o que os clientes estavam falando. Entrei no Trade Marketing e em cinco anos evoluímos de microempresa, com dois funcionários, minha esposa e eu, para empresa de médio porte, empregando mais de 500 pessoas em todo país”, destaca Pedreira.

Para conquistar destaque no Trade Marketing, carro chefe da Icatu Bahia, o caminho encontrado foi entregar dois grandes diferenciais, a possibilidade de trabalhar com promotor exclusivo e/ou compartilhado, e o Way Point, sistema de gerenciamento que coloca o cliente dentro dos mercados, podendo acompanhar a evolução do PDV em tempo real. Segundo Calina Pedreira, Diretora Comercial, “Apesar de pouco tempo atendendo os clientes de Trade e Recrutamento, a Icatu Bahia conquistou um nível de excelência em seus serviços. Tanto a terceirização como o compartilhamento, otimizam os recursos do cliente reduzindo o custo com mão de obra. Alia-se a tal benefício a certeza e garantia de uma equipe especializada e comprometida. Hoje nossa empresa, com sede aqui em Vila de Abrantes, briga de igual para igual com grades empresas do eixo Rio-São Paulo, não deixando em nada a desejar em atuação e principalmente no que se refere a tecnologia”, frisa.

Paradoxo brasileiro

Alinhados com a nova legislação trabalhista, a empresa já trabalha com terceirização, temporários e intermitentes, além das contratações celetistas. Uma grande oportunidade para que profissionais consigam se recolar no mercado de trabalho, porém a empresa possui vagas abertas a mais de dois meses. “É um grave e estranho problema brasileiro: faltam profissionais capacitados no mercado e os índices de desemprego são cada vez maiores. Percebemos isso claramente quando temos uma vaga em aberto há mais de dois meses sem conseguir ser preenchida. Essa é uma deficiência que tentamos suprir com treinamento e capacitação de toda a equipe”, frisa Heckel Pedreira.

As vagas são as mais diversas, depende da necessidade da própria Icatu Bahia ou dos clientes que contratam os serviços da empresa, seja Trade ou Seleção. Os currículos podem ser cadastrados através do site da empresa, com disponibilidades inclusive para estágios e portadores de deficiência.

Procura de cooperação

Icatu tem funcionários motivados e reconhecidos

10 meses atrás

Fundado em Salvador, em 1996, o Grupo Icatu Bahia figura pela primeira vez na lista das melhores empresas para trabalhar. O reconhecimento é fruto de uma estratégia que envolve respeito, transparência e uma relação de parceria com a equipe de profissionais. “Tratamos nossos colaboradores como clientes internos e damos a eles a mesma importância que damos aos clientes externos porque ninguém cresce sozinho. Eles são o alicerce de tudo. Sem os funcionários, a Icatu é apenas um prédio. Buscamos mantê-los motivados e capacitados sempre”, disse Heckel Pedreira, diretor geral da Icatu Bahia.

GPTW: instituto premia melhores empresas para se trabalhar na Bahia

Para a coordenadora operacional Elizabeth Nunes, um dos diferenciais do grupo é a comunicação aberta entre líderes e colaboradores. “O acesso aqui é muito fácil e não há nada que não possa ser dito. A diretoria é muito parceira. Você pode dar sua opinião, certo de que não vai haver retaliação”, contou. Os funcionários recebem feedback sobre sua atuação em reuniões periódicas.

“Não acredito em salário fixo. As pessoas devem ser remuneradas pelo que produzem”, afirmou Heckel. Por isso, a empresa premia os profissionais que têm melhor desempenho. E, para que eles possam alcançar bons resultados, o grupo oferece treinamento, cursos de reciclagem, além de incentivo para aqueles que queiram fazer graduação e pós-graduação. Elizabeth, que começou na empresa em 2012 como promotora, foi uma das beneficiadas. Incentivada a crescer na empresa, a funcionária escolheu cursar nível superior e contou com o apoio da Icatu, que custeou parte da mensalidade e a promoveu antes mesmo da entrega do diploma, para que ela pudesse custear as aulas.

Heckel destacou, ainda, que muitos cargos são preenchidos por profissionais que já atuam na empresa. “Só contratamos alguém de fora quando não conseguimos preencher a vaga internamente. Queremos que os colaboradores evoluam conosco. Somos reconhecidos pelo trabalho diferenciado porque a equipe é comprometida”, pontuou. Um dos projetos da empresa voltado para a formação de um corpo de profissionais identificados com os valores do grupo é a oferta de cursos profissionalizantes para jovens adolescentes. “Demos início a uma turma formada por adolescentes vindos de orfanatos e famílias carentes e, ao final do treinamento, todos serão contratados pela Icatu”, explicou o diretor.

Presente em todo território nacional, em mais de 65 municípios, a Icatu atua nas principais redes de supermercados, sendo mais de 500 lojas, através de equipe própria com mais de 400 colaboradores dedicados.

FONTE: Portal Correio*

Icatu tem funcionários motivados e reconhecidos

10 meses atrás

Fundado em Salvador, em 1996, o Grupo Icatu Bahia figura pela primeira vez na lista das melhores empresas para trabalhar. O reconhecimento é fruto de uma estratégia que envolve respeito, transparência e uma relação de parceria com a equipe de profissionais. “Tratamos nossos colaboradores como clientes internos e damos a eles a mesma importância que damos aos clientes externos porque ninguém cresce sozinho. Eles são o alicerce de tudo. Sem os funcionários, a Icatu é apenas um prédio. Buscamos mantê-los motivados e capacitados sempre”, disse Heckel Pedreira, diretor geral da Icatu Bahia.

GPTW: instituto premia melhores empresas para se trabalhar na Bahia

Para a coordenadora operacional Elizabeth Nunes, um dos diferenciais do grupo é a comunicação aberta entre líderes e colaboradores. “O acesso aqui é muito fácil e não há nada que não possa ser dito. A diretoria é muito parceira. Você pode dar sua opinião, certo de que não vai haver retaliação”, contou. Os funcionários recebem feedback sobre sua atuação em reuniões periódicas.

“Não acredito em salário fixo. As pessoas devem ser remuneradas pelo que produzem”, afirmou Heckel. Por isso, a empresa premia os profissionais que têm melhor desempenho. E, para que eles possam alcançar bons resultados, o grupo oferece treinamento, cursos de reciclagem, além de incentivo para aqueles que queiram fazer graduação e pós-graduação. Elizabeth, que começou na empresa em 2012 como promotora, foi uma das beneficiadas. Incentivada a crescer na empresa, a funcionária escolheu cursar nível superior e contou com o apoio da Icatu, que custeou parte da mensalidade e a promoveu antes mesmo da entrega do diploma, para que ela pudesse custear as aulas.

Heckel destacou, ainda, que muitos cargos são preenchidos por profissionais que já atuam na empresa. “Só contratamos alguém de fora quando não conseguimos preencher a vaga internamente. Queremos que os colaboradores evoluam conosco. Somos reconhecidos pelo trabalho diferenciado porque a equipe é comprometida”, pontuou. Um dos projetos da empresa voltado para a formação de um corpo de profissionais identificados com os valores do grupo é a oferta de cursos profissionalizantes para jovens adolescentes. “Demos início a uma turma formada por adolescentes vindos de orfanatos e famílias carentes e, ao final do treinamento, todos serão contratados pela Icatu”, explicou o diretor.

Presente em todo território nacional, em mais de 65 municípios, a Icatu atua nas principais redes de supermercados, sendo mais de 500 lojas, através de equipe própria com mais de 400 colaboradores dedicados.

 

FONTE: Portal Correio*