Mobiliata - Produtos, ofertas, notícias

Novidades

Plataforma de vendas online de móveis corporativos empodera mulheres

19 dias atrás

De um lado, as taxas de desemprego aumentam, do outro, os problemas sociais se multiplicam. Em um momento de crise econômica como o que o país vive hoje, o terceiro setor ganha uma importância cada vez maior ao alcançar indivíduos e setores da sociedade onde os braços do Estado geralmente não alcançam. Neste mesmo contexto, iniciativas de empreendedorismo social também ganham cada vez mais relevância.

De acordo com definição da Endeavor, organização global sem fins lucrativos de apoio a empreendedores, o empreendimento social se diferencia por vender produtos e serviços voltados para a resolução de problemas sociais. Busca, portanto, o equilíbrio entre lucro e geração de valor para as pessoas.

Um exemplo inovador neste segmento é a Mobiliata , um e-commerce de móveis de escritório que tem uma proposta diferente. A marca possui muitos diferenciais, entre eles, diversos programas voltados para organizações sem fins lucrativos, mulheres microempreendedoras, pessoas com deficiência, profissionais da Educação e Startups. Quem pertence a uma dessas classes pode comprar quaisquer produtos do catálogo, que possui milhares de opções, e até montar um escritório completo a preço de custo. “Queremos contribuir fazendo uma diferença real na vida dessas pessoas, para isso, propomos práticas de mercado mais humanas e sustentáveis”, conclui Pablo Cruz, 37 anos, um dos sócios fundadores da Mobiliata.

A empresa, que já existe há quase 50 anos, atuando com uma loja física em Araçatuba, interior de São Paulo, abriu o e-commerce este ano com viés progressista e social. Além de ampliar o acesso a um maior número de pessoas por meio dos programas, a loja também é uma das poucas do Brasil a aceitar Bitcoins, a criptomoeda que promete ser o futuro do dinheiro.

Taline Schineider, 36 anos, cofundadora, explica como surgiu a ideia para o programa MobiMulher. “Sabemos que a oferta de oportunidades no mercado de trabalho é muito desigual para homens e mulheres. Muitas vezes não temos a chance de crescer como gostaríamos ou com uma remuneração justa e igualitária. Então criamos esse benefício pensando nas mulheres que querem abrir o próprio negócio ou fazer um upgrade e trilhar sua carreira do jeito que desejarem”, afirma. É elegível ao programa qualquer pessoa que se identifique com o gênero feminino e seja profissional liberal ou tenha o registro de Microempreendedora Individual (MEI).

O envolvimento com causas sociais é um fator comum entre os quatro amigos e fundadores da Mobiliata. Pablo e Enzo, por exemplo, idealizaram a NeoA, uma rede social de troca de experiências baseado no apoio mútuo entre pessoas que enfrentam transtornos físicos ou psicológicos, como depressão, dependência química, entre outros.

Taline é fundadora da plataforma Pais Amigos, uma rede social para conectar homens e mulheres que pretendem formar uma família por coparentalidade. Ou seja, por meio de uma configuração familiar que vem crescendo cada vez mais no Brasil e tem por objetivo conceber, criar, amar e educar um filho sem a necessidade/obrigatoriedade de uma relação conjugal, romântica ou sexual entre os pais. Já Andréa Soares criou a Crossing, uma organização que dá suporte a pessoas com doenças raras e seus familiares, além de liderar um evento anual especial voltado para a saúde da mulher, o Crossing Connection Health.

“Móveis de bem com o meio ambiente. Porque responsabilidade social e
ambiental andam de mãos dadas”

Por isso, a Mobiliata realiza parcerias somente com fornecedores que possuem práticas sustentáveis certificadas e um controle rígido de qualidade, o que garante a durabilidade dos produtos e evita o descarte com pouco tempo de uso. Parte do lucro das vendas ainda se “transforma em árvores”; isso porque a cada produto vendido, a Mobiliata doa uma parte do lucro para instituições que cuidam da preservação do Meio Ambiente, como a SOS Mata Atlântica.

Ela é também a primeira empresa do país a aceitar móveis antigos como parte do pagamento do mobiliário novo. Nesta iniciativa, chamada “ReciclaMobi”, os objetos antigos são reciclados e reaproveitados, evitando o descarte e a produção de lixo. Ou, quando o consumidor possui móveis em bom estado e quer apenas renová-los, prolongando sua vida útil, também pode contratar o serviço MobiRenova”.

Confira mais sobre alguns programas:

MobiMulher
Programa de apoio a mulheres empreendedoras que querem montar seu próprio negócio. Por meio dele, as participantes têm acesso a todos os produtos do catálogo a preço de custo. São elegíveis pessoas que se identifiquem com o gênero feminino e sejam microempreendedoras individuais (MEI). O benefício é limitado à quantidade de uma compra.

Mobi3Setor
É a principal iniciativa da empresa. Seu objetivo é apoiar o terceiro setor, que ocupa um papel fundamental na sociedade ao dar suporte a comunidades em que, muitas vezes, os braços do Estado não alcançam. O programa auxilia entidades filantrópicas, ONGs. associações comunitárias e organizações sem fins lucrativos a estruturarem seus espaços de trabalho a preço de custo.

EducaMobi
Por deste programa, a Mobiliata incentiva educadores que querem ter um escritório, home office ou comprar móveis novos para sua sala de estudos. Apresentando um comprovante de atuação na área da Educação, o educador tem acesso exclusivo a todos os nossos produtos a preço de custo.

MobiStart
Nesta iniciativa, é possível dar os móveis antigos como parte do pagamento do mobiliário novo e o valor atribuído retorna ao consumidor como voucher. É necessário preencher um formulário, descrevendo o estado de conservação, composição e o ano de compra das peças antigas, além de enviar fotos. Um setor especializado avalia as informações e concede o valor do desconto ao consumidor, que é creditado direto no carrinho de compras do site. Na entrega dos produtos novos, os o mobiliário antigo é recolhido e depois reaproveitado.

MobiRenova
O móvel antigo é reformado e ganha vida nova, sem descarte nem desperdício, minimizando os impactos ambientais. Para participar, o consumidor deve preencher um formulário, descrevendo o estado de conservação, composição, ano de compra da peça, além de enviar fotos. A Mobiliata é responsável pela entrega e retirada do produto.